Tarkett - Líder mundial em pisos vinílicos

FAQ



Está com alguma dúvida? Confira abaixo as perguntas e respostas mais frequentes sobre os pisos Tarkett.

O piso vinílico é feito de cargas minerais, PVC, plastificantes e pigmentos. Pode ser compacto ou acústico, possui resistência à limpeza úmida (pode ser lavado), pode ser em placas, réguas ou mantas.
O piso laminado é feito de lâminas de HDF ou MDF (partículas de madeira prensadas, com alta densidade). Normalmente são pisos em réguas, não podem ser lavados e, por serem pisos rígidos, não são acústicos.

Sim. Pisos comerciais possuem mais resistência ao tráfego, portanto um piso comercial irá ser ainda mais durável. Já um piso residencial não poderá, em hipótese alguma, ser utilizado em ambientes comerciais, pois sua construção garante a durabilidade em áreas de baixo tráfego / pouco fluxo de pessoas.

Sim, desde que existam cortinas ou persianas que protejam o piso da incidência direta de sol. Caso não, o piso poderá desbotar (assim como tecidos, tintas, laminados melamínicos e outros pisos) e a Tarkett não garante seus produtos nesse tipo de instalação.

Não. Os tipos mais comuns de cupins se alimentam de madeira e derivados ou de concreto. Como o piso vinílico não possui nenhuma dessas matérias primas em sua composição, não há risco de ser infectado por cupins.

Não. Diferentes estudos realizados pela Comunidade Europeia concluíram que pisos de superfícies lisas, como os vinílicos, não são focos de infecções, já que os organismos vivos não formam colônias sobre eles. Também, nestes estudos foi identificado que o uso indiscriminado de bactericidas líquidos ou sólidos faz com que os organismos se tornem mais resistentes a eles, e como consequência o tratamento humano com antibióticos comuns não tem o resultado esperado. Desde setembro de 2014 o uso de diversos tipos de biocidas / bactericidas é proibido em países da Europa. Para mais informações, consulte a Tarkett – 08000 119 122.

Pisos autoportantes são normalmente utilizados sobre piso elevado – são mais pesados e flexíveis, para serem removidos mais facilmente em caso de uma manutenção. É possível utilizar um piso autoportante diretamente no contrapiso, e este deve ser colado com adesivo de fixação permanente. Para utilização em piso elevado, recomendamos a utilização de adesivo de tack permamente – o piso poderá ser removido e reinstalado sem que a cola perca sua adesividade. O piso Square da Tarkett não pode ser instalado sem o uso de um dos tipos de adesivos citados.

Não. Pisos vinílicos são produtos autoextinguíveis, ou seja, em caso de incêndio o produto não irá propagar a chama. São produtos seguros para serem utilizados em praticamente todos os ambientes, e estão de acordo com as Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros. Para mais informações consulte a Tarkett – 08000 119 122

Recomendamos a utilização de rodízios de poliuretano, que não danificam a superfície do piso. Rodízios plásticos são pouco resistentes, e provocam riscos em todos os tipos de piso.

Não. Cozinhas industriais trabalham com equipamentos próximos ou apoiados no chão, como fornos e caldeiras, e a temperatura máxima de trabalho de um piso vinílico é de 27 °C.

Sim, porém o adesivo para a instalação deve ser do tipo PU (poliuretânico). Outros tipos de adesivo não devem ser utilizados, pois podem congelar e consequentemente perder sua adesividade.

Não. A Tarkett possui uma rede de revendedores em todo o Brasil. Consulte neste link (Onde Comprar)

Não. O Essence é um produto de uso exclusivo residencial. Essa informação está em forma ilustrativa - através de um ícone de uma casa - e escrita no catálogo, além de suas características técnicas estarem de acordo com a Classificação de Uso residencial apenas. Hotéis, pousadas e motéis são estabelecimentos comerciais; independente de tratarem-se de um ambiente que está presente em uma residência, os comportamentos em tais ambientes não se equivalem.

Não, pois a borracha dos pneus dos veículos reage com o PVC do piso vinílico – a superfície poderá ser danificada.

Todo material (seja piso vinílico ou outro produto qualquer) sofre contração e retração, de acordo com as matérias-primas utilizadas em sua formulação. Pisos vinílicos possuem uma temperatura de trabalho bastante ampla, e todos os produtos Tarkett atendem à norma de Estabilidade Dimensional (EN 434 / NBR 14917-1), que estabelece o máximo de contração / retração sem prejudicar as qualidades técnicas ou visuais dos produtos.

O piso vinílico Tarkett pode ser instalado sobre os contrapisos permitidos desde que os mesmos não estejam sujeitos a uma temperatura acima de 27°C (incluindo sistema de calefação), caso contrário, pode haver descolamento e perda das características técnicas do piso e do adesivo.

PU é a camada de Poliuretano sobre o piso, criando uma proteção inicial. No sistema PUR, Poliuretano Reforçado, o piso recebe um tipo de poliuretano modificado com aditivos, ainda mais resistente.

Os termos condutivo e dissipativo para pisos são comumente utilizados, apesar de não refletirem a real atuação desses produtos. Em termos simples, os pisos são neutralizadores de energia, e evitam que o atrito entre objetos de potenciais elétricos diferentes possa causar descargas eletrostáticas.
Cada tipo de piso possui uma faixa de resistividade elétrica (resistência à energia dos objetos), e deve ser especificado de acordo com o que pedir o fabricante do equipamento a ser protegido:
- Pisos condutivos: faixa de resistividade entre 104 e 106 Ohms.
- Pisos dissipativos: faixa de resistividade entre 106 e 108 Ohms.
Lembrem-se que, uma vez que o sistema de piso condutivo ou dissipativo está conectado ao aterramento via fita de cobre, o piso anula / neutraliza a energia estática do equipamento, sem fazer essa energia circular pelo ambiente. Está errado dizer que a energia passou da máquina para o piso, do piso para a fita, e da fita para o aterramento – é correto, porém, dizer que o sistema foi aterrado.
Importante: apenas pisos condutivos ou dissipativos podem neutralizar a energia estática que tenta passar de um objeto para outro. Outros tipos de piso fazem com que a energia circule livremente e não irão proteger os equipamentos, objetos e usuários de descargas eletrostáticas.

Demarcações podem ser feitas preferencialmente com tinta PU bicomponente (é o produto mais fácil de ser encontrado no mercado). Também pode ser utilizada a tinta vinílica ou fita 3M.

O número de lote vem informado na etiqueta do produto, no campo Batch. O Batch deve sempre ser analisado em conjunto com o Shade. Exemplo: Batch K443003301. Não há um padrão de números e/ou letras.

Não, porém devem ser armazenados em posição horizontal e em base plana, para evitar que se deformem antes da instalação.

Energia estática é a carga elétrica em equilíbrio inerente a um corpo, objeto e/ou equipamento. Ao contrário do que se pensa, a estática não é causada pelo atrito. A partir do momento que há movimento do objeto em questão, a energia do atrito é dinâmica, e não estática. Por eletromagnetismo, a energia proveniente de dois objetos em atrito tendem a se equilibrar e transformarem-se novamente em energia estática.
Cada objeto tem um potencial de carga - em outras palavras, é o quanto de eletricidade que um objeto suporta. Uma vez que objetos com potenciais elétricos diferentes entram em atrito e as cargas tentam chegar em equilíbrio, há o que chamamos de choque ou descarga eletrostática, em inglês ESD – Electrostatic Discharge.

O prazo de validade do Globalfix é de 12 meses da data de fabricação. Essa informação está disponível na embalagem do produto.

Os adesivos podem ser utilizados até o prazo máximo de validade, desde que não tenham sido contaminados com sobras, água ou outras misturas, e sejam armazenados bem fechados e em temperatura adequada (15 a 27 °C.). Caso ocorra formação de película na superfície (causada pelo ar dentro da embalagem), a mesma deverá ser removida antes da homogeneização.

Não. A Tarkett fabrica e distribui pisos e acessórios, e não faz instalações de seus produtos. Consulte aqui (link Onde Comprar) para encontrar uma revenda mais próxima. Também, a Tarkett promove treinamentos de instalação em diversas localidades. Consulte a agenda no www.forumtarkett.com.br, seção Treinamentos / Agenda.

Não. O piso click (com sistema de encaixe) só pode ser instalado em áreas secas.

Não, não há necessidade. 

Não. O piso vinílico é um produto resiliente e, portanto, precisa de uma base rígida para instalação. Se a manta for utilizada, há um grande risco das réguas se movimentarem com o fluxo de pessoas e se desencaixarem umas das outras. 

Sim, pois pisos vinílicos podem ser lavados; entretanto a água da limpeza deve ser retirada imediatamente. O piso vinílico não pode ficar submerso.

Não. O piso vinílico não trabalha da mesma forma que o piso laminado. Juntas maiores que o especificado no Manual Geral de Instalação (3mm, apenas para absorver possíveis imperfeições da parede) podem provocar movimentação das réguas e desencaixe das mesmas.

A instalação deve ser realizada em local coberto, fechado, ventilado e com temperatura ambiente entre 15°C e 26°C. A temperatura do contrapiso deve ser de no mínimo 15°C. A umidade relativa do ar durante a instalação deve ser entre 30 e 60%. Manter a mesma temperatura e umidade por pelo menos 72 horas após a instalação.

A garantia Tarkett está vinculada à instalação correta. O adesivo de duplo contato não é o produto correto a ser utilizado na instalação de pisos vinílicos Tarkett (exceto em alguns detalhes). Além disso, é um produto altamente inflamável, prejudicial à saúde do instalador e os pisos reagem ao adesivo, podendo ocasionar manchas, bolhas, amolecimento da superfície e consequentes marcas, entre outros problemas. Importante: em caso de assistência técnica com uso de adesivo de duplo contato, será necessário envolver o fabricante do mesmo. Consulte a Tarkett para mais informações: 08000 119 122.

Não existe. Importante citar que a remoção de Paviflex com adesivo betuminoso (instalações antigas) é facilitada pelo aquecimento da superfície. Verifique os requisitos para instalação de piso sobre piso ou contrapisos adequados no Manual Geral de Instalação, disponível para download na página de cada produto deste site.

Os contrapisos sobre os quais podem ser instalados os pisos vinílicos Tarkett são identificados como CONTRAPISOS PERMITIDOS. Sempre em áreas fechadas e cobertas, são eles:
- cimento desempenado ou laje de concreto;
- mármores e granitos polidos (placas bem aderidas e niveladas);
- cerâmicas e porcelanatos bem aderidos e nivelados, com juntas até 5mm;
- sendo vínilico, somente Paviflex® sobre Paviflex® e com juntas desencontradas, com placas firmes e inteiras, sem cera, com adesivo acrílico e somente uma camada de Paviflex® instalada;
- com sistemas de calefação. O sistema deve ser testado 48h antes do início da instalação e só poderá ser ligado novamente 48h depois do piso instalado, sem exceder a temperatura de 27ºC.
- mezanino com placa cimentícia travada ou laje de concreto.
Essa informação está também disponível no Manual Geral de Instalação. Verifique na seção Downloads do produto de sua preferência.

Os contrapisos que não podem receber pisos vinílicos Tarkett são identificados como CONTRAPISOS NÃO PERMITIDOS. São eles:
- qualquer contrapiso em área externa;
- cimento queimado;
- qualquer tipo de madeira (tacos, tábuas, parquets, laminados, etc);
- cerâmicas e porcelanatos desnivelados, com placas soltas e/ou juntas maiores que 5mm;
- ardósia e pedras diversas;
- Paviflex® com adesivo betuminoso (“cola preta”);
- outros tipos de vinílico, exceto Paviflex® sobre Paviflex® (veja Contrapiso Permitido);
- mezanino que não seja de placa cimentícia travado ou laje de concreto;
- qualquer contrapiso em cozinhas industriais.
Essa informação também está disponível no Manual Geral de Instalação. Verifique na seção Downloads do produto de sua preferência.

Não. O piso deve ser limpo com solução de detergente neutro e água – verifique a dosagem correta na embalagem do detergente. Em casos específicos (área de saúde, por exemplo), é possível utilizar clorexidina para desinfecção das superfícies. Nunca deve ser utilizado produto de limpeza que contenha solventes ou derivados de petróleo em sua composição, pois estes irão danificar a superfície do piso. Lembre-se que pano úmido não limpa o piso, apenas remove superficialmente o pó e poderá causar encardimento ao longo do tempo.

A limpeza pode ser manual ou mecanizada, de acordo com o tamanho do ambiente. Em ambientes pequenos, recomendamos aplicar em todo o piso uma solução de água e detergente neutro, e deixar o piso “de molho” por 10 a 15 minutos. Após esse período, esfregue com vassoura de pelo ou limpador com espuma abrasiva tipo LT. Remova a água suja, e enxágue com água limpa. Recolha o excesso com um rodo e pano limpo.

Em ambientes maiores, recomendamos a utilização de máquina de limpeza com disco vermelho. Pode-se, da mesma forma, deixar o piso “de molho” em solução de água e detergente neutro, passar a máquina com rotação entre 150 e 400 rpm, remover a água suja, enxaguar e secar. Verifique no certificado de garantia do produto a obrigatoriedade de aplicação de cera.

A necessidade de enceramento está relacionada à composição / formulação do produto e tem o objetivo de “fechar os poros" dos pisos que possuem mais carga mineral. A cera é composta de partículas sólidas (geralmente copolímeros acrílicos e polietileno), que se depositam no piso “fechando” esses poros, e da parte líquida que evapora até a secagem total. Em média, uma cera ideal para alto tráfego tem de 19% a 24% de sólidos de boa qualidade. Para saber a necessidade ou não do uso de cera, consulte o Certificado de Garantia do produto.